Imprimir

Ser Tão Caipira


A prosa, a viola, os causos, a música, a poesia e o cafezinho do caipira, que com seu jeito de falar vai revelando que a riqueza de uma língua está na sua diversidade, pois não há certo nem errado em matéria de sotaque...

‘Ser Tão Caipira’ é a estória do caipira Januário (Edson Lozano) que recebe a visita do amigo da cidade (Agnaldo Araújo) violeiro cantador e médico de animais.

São 3 versões com 45, 60 ou até 75 minutos envoltos em uma atmosfera de total brasilidade, num passeio pela alma da cultura caipira, com direito a um cafezinho, coado e servido em cena à plateia, pelos próprios personagens, num ambiente descontraído e generoso.

Um resgate do genuíno dialeto caipira enfatizando a simplicidade cabocla, numa deliciosa coletânea de causos, ora em prosa, ora em verso, entoando algumas modas do cancioneiro, como: Rancho Fundo, Chapéu de Palha, Lampião de Gás, etc.

A cada novo causo e nova moda (em dueto ao vivo), o universo caipira vai fluindo com o humor inocente do caboclo, colocando o público em contato com a pureza e o encantamento da musica com a sonoridade da “linguística caipira”.

Duração: 45, 60 ou até 75 minutos. Espetáculo recomendado para maiores de 13 anos. Mas não é proibido para menores ou maiores de 13 anos. A viola caipira é executada na forma acústica ao vivo.

Ficha Técnica:

Pesquisa, Direção e Atuação de Edson Lozano. Parceria, Canto e Viola Caipira de Agnaldo Araújo. Supervisão Artística de Jorge Fantini. Preparação Vocal de Aline Wolf. Consultoria e Administração de Crispim Júnior. Iluminação e animação de Bete Bastos. Operação técnica de Darcy Rodriguez

A Equipe de Realização feita por Escala de Revezamento, conta com:

): Adamys Susan, Bete Bastos, Lucas Barbosa, Priscila Martins, Silvio Leme, Darcy Rodrigues, Manoel Neto, Pedro França, Vitor Olivero, Valéria Rachel e Wanderley Francisco.

E ainda eventualmente: Dayane Mateus, Renato Bruno, Edson Lozano, Rose Braga, Ricardo Derkoski, Viviane Munuera, Kaê Payão, Ruth Elizabeth, Lilian Lazarette, Adriana Souza, Diego Caporal, Hellen Mistura, Josué Galinari, Renato Grecco, Rogério Barbatti, Nilson Garcia e Thiago Cortez.

A ambientação cenográfica mostra o pequeno e singelo rancho, onde vive o solteirão Januário.